Nova Friburgo

Visite Nova Friburgo!


Breve histórico

Até o século XIX, a região da atual Nova Friburgo era habitada por índios coroados puris. Em 16 de maio de 1818 o Príncipe-Regente D. João VI, sentindo a necessidade de uma colonização planejada, a fim de promover e dilatar a civilização do Reino do Brasil, baixou um Decreto que autorizou o agente do Cantão de Friburgo, na Suíça, Sébastien-Nicolas Gachet, a estabelecer uma colônia de cem famílias suíças na Fazenda do Morro Queimado, no Distrito de Cantagalo, localidade de clima e características naturais parecidas às de seu país de origem. Entre 1819-1820 chegavam a Nova Friburgo 261 famílias de colonos suíços, 161 a mais do que havia sido combinado nos contratos, formando-se assim o núcleo inicial da povoação.

Esse foi o primeiro movimento organizado, contratado pelo governo brasileiro, de imigrantes europeus a se estabelecerem no Brasil. O segundo movimento seria dos imigrantes alemães, cerca de 400, que também se estabeleceriam em Nova Friburgo no ano de 1824, vindo substituir muitos dos suíços que abandonaram seus lotes e se dispersaram por toda a região serrana e centro norte de estado do Rio de Janeiro em busca de terras férteis e mais acessíveis.

Sabendo o quão promissora era a cooperação desses estrangeiros para com a nova pátria, o Governo Real subscreveu, a 3 de janeiro de 1820, um Alvará elevando Nova Friburgo à categoria de vila, desmembrando, para isso, suas terras das de Cantagalo. A instalação da vila deu-se a 17 de abril desse mesmo ano, e a 8 de janeiro de 1890, Nova Friburgo foi elevada à categoria de cidade, tendo sua população aumentado com a chegada de imigrantes italianos, portugueses e sírios.

Em 1872, o Barão de Nova Friburgo trouxe, até a região, os trilhos da Estrada de Ferro Leopoldina a fim de escoar a sua produção de café proveniente de Cantagalo. A ferrovia foi desativada no final da década de 1960.

A partir de 1910, Nova Friburgo, que, até então, devia o seu progresso ao desenvolvimento da agricultura e ao seu clima seco ideal para município de veraneio, viu chegar vários cidadãos de iniciativa, tais como Conselheiro Julius Arp, Maximilian Falck e William Peacock Denis, que foram os pioneiros da era industrial friburguense. A estes, se juntaram outros elementos de valor, provocando o surto de progresso verificado até meados da década de 1980.

Atualmente, as principais atividades econômicas são baseadas em: indústria de moda íntima, olericultura, caprinocultura e indústria (têxteis, vestuário, metalúrgicas e turismo).

Curiosidades

O Decreto de fundação

Nova Friburgo, foi criada por um Decreto Real, assinado por Dom João VI em 16 maio  de 1818. É  a primeira cidade do Brasil a ser criada  para depois receber seus futuros habitantes, os Colonos Suíços, vindos em sua maioria do Cantão de Fribourg.

A maior

Nova Friburgo é a maior produtora de flores de corte do Estado do Rio de Janeiro e o 2° maior do Brasil; a maior produtora de morangos do Estado; a maior produtora de trutas do Estado; a maior produtora de couve-flor do mundo; e  o maior polo confeccionista de moda íntima do país (lingerie dia, fitness e moda praia).

O Palácio Nova Friburgo

O Palácio Nova Friburgo, atual Palácio do Catete, construído entre 1858 e 1867 pelo comerciante e fazendeiro de café Antônio Clemente Pinto, Barão de Nova Friburgo, consagrou-se como um monumento de grande importância histórica, arquitetônica e artística. Erguido no Rio de Janeiro, então Capital Imperial, tornou-se símbolo do poder econômico da elite cafeicultora escravocrata do Brasil oitocentista. Sua concepção em estilo eclético é resultado do trabalho de artistas estrangeiros de renome, como o arquiteto Gustav Waehneldt e os pintores Emil Bauch, Gastão Tassini e Mario Bragaldi. Em 1889, passados vinte anos da morte do Barão e de sua esposa, o Palácio foi vendido à Companhia do Grande Hotel Internacional e, posteriormente, antes que fosse instalada qualquer empresa hoteleira no imóvel, foi vendido ao maior acionista da Companhia, o conselheiro Francisco de Paula Mayrink. Em 18 de abril de 1896, durante o mandato do presidente Prudente de Moraes, à época exercido em caráter interino pelo vice Manuel Vitorino, o Palácio foi adquirido pelo Governo Federal para sediar a Presidência da República, anteriormente instalada no Palácio do Itamaraty.

Atualmente, abriga o Museu da República, inaugurado a 15 de novembro de 1960.

Centro do estado do Rio de Janeiro

O centro do Estado do Rio de Janeiro fica em Nova Friburgo, mais precisamente, aos pés da estátua de Getúlio Vargas, na praça de mesmo nome, identificado por um marco de ferro.

Ferrovia

A ferrovia foi desativada no final da década de 1960. Porém, existe uma indicação legislativa de autoria do deputado Rogério Cabral (PSB) - atual prefeito - em trâmite desde 2007, para trazer de volta essa modalidade de transporte, que ligaria as cidades de Nova Friburgo e Cachoeiras de Macacu, com fins turísticos.

Igreja de Nossa Senhora das Graças

A Igreja de Nossa Senhora das Graças, no bairro de Olaria, faz parte do acervo de projetos do arquiteto Oscar Niemeyer.

Teleférico

Teleférico de N.F. é o maior do país com cadeirinhas duplas, possuindo 1.450 metros de comprimento e 1.320 de altura.

Catedral de São João Batista


Inaugurada em 1869, no centro da cidade. Construída em terreno argiloso, apresenta uma leve inclinação para a esquerda. O nome da Catedral foi uma homenagem a D. João VI, quando assinou o decreto de autorização da vinda de suíços católicos para o Brasil.

Nova Friburgo e seu caso com a Literatura

Machado de Assis esteve duas vezes em Nova Friburgo, com sua esposa Carolina, em 1878 e 1904, de onde escreveu algumas cartas. Machado se refere à primeira temporada em carta de 1.º de fevereiro de 1901, na qual diz ao amigo que “Nova Friburgo é terra abençoada. Foi aí que, depois de longa moléstia, me refiz das carnes perdidas e do ânimo abatido.” [579]. Em janeiro e fevereiro de 1904, o casal subiu a Nova Friburgo, numa tentativa de recuperar a saúde de Carolina. Ela não melhorou, mas Machado adoeceu. Em carta de 31 de janeiro de 1904, ele escreve a Veríssimo: “Veja você o que são as coisas deste mundo. Entrei com saúde em cidade onde outros vêm convalescer de moléstia, e apanhei uma moléstia.”

Drummond também esteve na cidade, foi aluno do Colégio Anchieta. Aos 15 anos, enquanto aluno do colégio, publicou seu primeiro texto. "Vida nova" — que saiu no dia 14 de abril de 1918 no jornal "Aurora Collegial" — falava da expectativa da chegada à nova escola, "com a alma povoada de esperanças miríficas e sonhos maravilhosos". Foram apenas dois anos de Anchieta, período em que ele escreveu pelo menos dez crônicas. Carlos Drummond de Andrade desde o início demonstrou seu desassossego, em cartas para a mãe, reclama da saudade, do frio, do dormitório que lembra um hospital, do travesseiro que ele ensopou de "lágrimas ardentes", e do banho de madrugada no chuveiro gelado.

O episódio que marcou sua saída do colégio foi uma discussão com o professor de português. As notas eram lidas em voz alta, e quando foi lida a de Drummond, o professor de português, após a leitura, disse: "Essa nota foi dada por comiseração." Ele respondeu: "Eu não quero nota por comiseração, eu quero uma nota justa." Os jesuítas mandaram que se retratasse, senão seria expulso. Ele se retratou — e foi expulso. O poeta se sentiu traído.

No registro de sua expulsão consta o motivo "insubordinação mental", um termo muito comum na época, referente a um tipo de indisciplina considerado grave.

Casimiro de Abreu nasceu em Barra de São João - RJ, no dia 4 de janeiro de 1837. Filho de um rico comerciante português, desde cedo despertou interesse pela literatura. Aos nove anos entrou para o Colégio Frese, em Nova Friburgo. No dia 13 de novembro de 1853, com apenas 16 anos, por não se adaptar ao trabalho no comércio do pai, no Rio de janeiro, foi enviado para Lisboa. O austero pai achava que lá, ele perderia as tendências literárias.

Jogos Florais

Jogos Florais são concursos de trova (poema autônomo de quatro versos em redondilha maior) realizados sob a égide da União Brasileira de Trovadores. A cidade é considerada o berço dos Jogos Florais, devido o primeiro concurso do gênero ter sido instituído na cidade em 1960. 

Pontos turísticos 

Praça Getúlio Vargas


 
Projetada pelo Mestre Glaziou (paisagista criador do projeto da Quinta da Boa Vista no Rio de Janeiro) e localizada bem no centro de Nova Friburgo, a Praça Getúlio Vargas é cercada por grandes e antigos eucaliptos (plantados inicialmente para drenar um pântano que havia no local) e flores, o que torna o local bastante atraente. Ao chegar, logo se avista o monumento ao Presidente Getúlio Vargas em frente a belos jardins. Foi tombada em 1972.

Endereço: Região central da cidade
Visitação: área ao ar livre
Contato:
www.pmnf.rj.gov.br

 
Teleférico e Praça do Suspiro
 
A Praça do Suspiro possui interessantes atrações, como a fonte dos suspiros e o teleférico que possui sistema de cadeirinhas que levam até o alto da Montanha da Cruz. Lá chegando, pode se observar linda vista do município. Durante os finais de semana existe no local uma agradável feira, além de carruagens de aluguel e passeios de "bodinho" para as crianças.

Endereço: Região central da cidade
Visitação: área ao ar livre
Contato:
www.pmnf.rj.gov.br

Nova Friburgo Country Club
 
Datada do ano de 1871, foi antiga propriedade do primeiro Barão de São Clemente e, mais tarde, da família Guinle. O parque e o chalé foram projetados e construídos, a mando do Barão, pelo arquiteto e paisagista francês Glaziou. Tombado pela antiga SPHAN, atual IPHAN, em 1957. O parque possui com lagos artificiais, alamedas com árvores frutíferas e raras, sendo o prédio do período colonial, com decoração em estilo renascentista e a área central no mais puro estilo mourisco. Conta-se que, em 1883, recebeu a ilustre visita do Imperador D. Pedro II e esposa, que eram amigos pessoais do Barão de Nova Friburgo.

Endereço: Rua Conselheiro Julius Arp, s/n
Visitação: área para sócios e visitantes
Contato:
www.pmnf.rj.gov.br

Colégio Anchieta

 
A pedra fundamental data de 1879, sendo que as obras foram concluídas oito anos mais tarde, em 1887. Foi fundado em 1886 pelos padres Lourenço Rossi, Ludovico Magnet e Vicente Prosperi, para funcionar na Casa Grande da antiga fazenda e sesmaria do Morro Queimado. Embora ampliada, foi se tornando insuficiente para abrigar o colégio, tornando-se necessária a construção do prédio atual. Construção neoclássica de fachada principal simétrica com cunhais. Um sistema de seis escadarias une, em diversos pontos, os três andares e as duas alas do edifício. É dupla a escada central que dá acesso do átrio aos pavimentos superiores. Mais de 400 janelas externas dão um aspecto imponente ao grandioso edifício, assim como 150 portas internas, 10 entradas, 32 janelões e 80 janelas abertas sobre vasto jardim do pátio interno onde domina o monumento à Virgem Maria Imaculada, ladeado por dois chafarizes.

Endereço: Rua General Osório, 181 - Centro
Visitação: Visitação com autorização
Contato: (22) 2522-4452

Pico da Caledônia

 
O Pico da Caledônia é uma das maiores elevações da Serra do Mar e que fica situado entre as cidades de Nova Friburgo e Cachoeiras de Macacu, na divisa entre os dois municípios, inserido no Parque Estadual dos Três Picos. Do local, é possível apreciar um belíssimo visual da cadeia de montanhas que compõe a região de Nova Friburgo. Do Pico da Caledônia avista-se também o vale do Rio Bengalas. Apesar do caminho para se chegar ao alto do pico ser muito difícil, devido ao fato dele se situar em uma ladeira muito íngreme, a vista recompensa todo o esforço dispensado na subida. No último trecho, uma escadaria de 638 degraus permite o acesso até o cume do Pico da Caledônia. Na imagem, ao fundo, podemos ver os Três Picos de Salinas.

Pela última carta escala 1:25.000 do IBGE, a altitude do Pico da Caledônia foi atualizada, contendo dois cumes de 2.234 metros e 2.255 metros, respectivamente o cume sul e o cume norte, e entre eles se distribuem as torres de telecomunicações. A altitude de 2.219 metros se refere a antiga carta 1:50.000 do IBGE.

Endereço: Serra dos Órgãos
Visitação: área ao ar livre
Contato:
www.pmnf.rj.gov.br

Rafting em Lumiar
 
A estrada asfaltada, que percorre belos vales, dá acesso ao distrito de Lumiar. A vegetação exuberante e a proximidade com o Rio Macaé, a partir do quilômetro 20, formam uma atraente paisagem, com locais apropriados para o banho de rio e a prática do rafting. Ao longo da rodovia é possível encontrar apiários, centros de criação de trutas, sítios de veraneio e, curiosamente, um local chamado de cidade das pirâmides, onde os proprietários constroem casas com telhados de cores diferentes, todos em forma de pirâmides. A localidade de Lumiar foi fundada a partir da chegada dos imigrantes suíços e alemães a Nova Friburgo.

Endereço: distrito de Lumiar
Visitação: área ao ar livre
Contato:
www.pmnf.rj.gov.br

Três Picos de Salinas
 
São basicamente três elevações que se assemelham a pirâmides. O lugar também é conhecido pelos pilotos de avião como “Montanhas Fantasmas”, por não estarem registradas nas cartas topográficas. Os três picos de salinas são muito requisitados para a prática de montanhismo. 
 

Endereço: 39 Km da Sede - Campo do Coelho
Visitação: área ao ar livre
Contato: www.pmnf.rj.gov.br

Furnas do Catete e o Cão Sentado
Em furnas do Catete encontramos várias grutas onde se destacam a Toca da Onça, Salão do Escoteiro, etc. Juntamente ao porão de acesso ao local há um lago circulando por belas formações rochosas e o famoso Cão Sentado, símbolo da cidade de Nova Friburgo.
Contato: www.pmnf.rj.gov.br
 

Poço do Alemão/ Encontro dos Rios
 
 
Endereço: Rod. N. Friburgo/Casimiro de Abreu
Visitação: área ao ar livre
Contato: www.pmnf.rj.gov.br

 
Onde se hospedar em Nova Friburgo

Hotel Sanjaya
www.sanjaya.com.br/
Avenida Alberto Braune, 58
Nova Friburgo
(0xx)22 2525-6052

Hotel Bucsky
www.hotelbucsky.com.br/
Rua Ponte da Saudade
Nova Friburgo
(0xx)22 2522-5052

Hotel São Paulo

www.hotelsaopaulo.com.br/
Rua Monsenhor Miranda, 41
Nova Friburgo
(0xx)22 2522-9135

Hotel Dominguez Plaza
www.hoteldominguez.com.br/
Praça do Suspiro, 114 - Centro
Nova Friburgo
(22) 2523-9787



Em Lumiar e São Pedro da Serra

Pousada São Saruê Chalés
www.pousadasaosarue.com.br/
Etr Nemésio Schimidt, 593 - Sao Pedro Serra
Nova Friburgo - RJ
(0xx)22 9968-8452

Chalés Canto da Mata
www.chalescantodamata@uol.com.br
Rua Rodrigues Alves s/nº - Condomínio Quintas de São Pedro
CENTRO - Reservas: (22) 2542-3674 e (22) 9986-6957


DEGUSTARTE - Cama & Café
Rua Rodrigues Alves 468 - São Pedro da Serra
Nova Friburgo - RJ
Tel.: (22) 2542-3198 e (22) 8839-3198
clayse.cunha@gmail.com

Nagual
www.ecoresortnagual.com.br
Rua Juca Barroso s/nº (a 800m do início da rua).
São Pedro da Serra - Nova Friburgo - RJ
Tel.: (22) 2542-3083 e (22) 9933-1604
pousadanagual@gmail.com

Pousada Taberna PieRRô
www.pousadapierro.com.br
Estrada Serra Mar (RJ 142) Km 1,5 - Lumiar 
Tels.: (22)9915-2949 / (21)9803-4543 

Referências: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário